.comment-link {margin-left:.6em;}

sábado, maio 02, 2009

 
Percorro o olhar pela imensidão
Das águas que correm serenas
À minha frente para lado nenhum
Espanta-me o seu poder
Não entendo o seu querer
Sossega a minha alma
Traz serenidade onde havia turbulência
Compraz-me deixar-me envolver

Numa tão grande avalanche
Que me dá o mote dum viver
Nunca imaginado mas poderoso
E grande, tão grande que
Quase me posso perder…
Não tem perigo pelo muito do meu saber
Mais jovem fosse e não saberia que fazer…
Não faz mal eu não entender
Basta deixar-me levar,
de toda esta imensidão me aproximar,
e usufruir sem mais nada desejar!

Bedina
Comments:
Bate sempre a saudade...

CHEIRO A ÁFRICA



Cheiro a África
Cheiro a vida
Cheiro a ti...
Minha terra querida.

Tantos te amam...
Tantos te querem
Tantos te maltratam...

Mas vou sentindo
Como será difícil
voltar a apertar-te
dentro dos meus braços

E sentir que tu...
Me continuas a querer!...



Lili Laranjo
 
Olá Lili

Continuas em cheio não é?
Obrigada pelo poema que aqui deixaste.
Não sei quando voltarei!
Beijinhos
Bedina
 
Querida
Tenho selo para ti no meu blog...
Beijos
 
Oi Lili
Já tentei ir várias vezes ao teu blog mas não consigo entender-me com o teu método. Não consigo encontrar nada porque não sei por onde andar. Se puderes deixa uma dica, ok?
De qualquer forma um grande OBRIGADA por me atribuires um selo!
Beijinhos
Bedina
 
Passei e deixo...

O MAR


Mar...
O Mar longínquo...
Onde eu me transporto e me
transformo...


O Mar...
Que eu sentada olho ao longe...


O Mar...
Tão sonhador, tão profundo e tão
distante...


O Mar...
Onde as ondas azuis e brancas, deslizam
suavemente...


O Mar...
Que tem tanto amor e tanto mistério...


O Mar...
Que leva tudo e tudo devolve...


O Mar...
Que me deixa amar o infinito...


E... que sonha, ama e chora...
E deixa-me: amar, sonhar e chorar com
ele...


LILI LARANJO
 
bonito o teu poema!
beijinhos
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?